Acessibilidade

Após reunião com técnicos, prefeitura manterá decreto que proíbe a abertura de comércio

Um estudo técnico-científico foi realizado esta semana, com profissionais da saúde e especialistas da Ufam e UEA, e concluiu que o município de Itacoatiara não está preparado para a reabertura do comércio, mesmo que de forma gradual.

A curva de casos confirmados continua ascendente e, de acordo com este levantamento, afrouxar o isolamento social e demais medidas de contenção podem causar um colapso no sistema municipal de saúde.

Vale ressaltar que a abertura gradual do comércio, autorizada pelo governador Wilson Lima, só valerá para a capital Manaus. O governador deixou a critério dos prefeitos de cada município, de acordo com a realidade de cada um, a decisão de abrir ou não o comércio e outros serviços não essenciais. A prefeitura seguirá as recomendações dos técnicos, da Secretaria Municipal de Saúde, do Departamento de Vigilância em Saúde, da Procuradoria Geral do Município e do Ministério Público, que aconselham que se mantenha as normas de prevenção.

Autoridades públicas e especialistas se reuniram para discutir sobre a reabertura do comércio. Foto: Ascom

As equipes técnicas dos órgãos de saúde recomendaram à prefeitura que aguarde mais uma semana, para ver os resultados e saber se é possível flexibilizar o isolamento.

O novo decreto com a prorrogação por mais dez dias das medidas para contenção da Covid-19 no município valerá a partir do dia 01 de junho.

Os resultados desse estudo podem ser conferidos no link abaixo.

Análise de Dados – Covid-19 – Itacoatiara