Acessibilidade

Ministério da Saúde reconhece Itacoatiara na ampliação dos serviços.

Um novo programa do Ministério da Saúde, lançado dia 5 de agosto parece ter sido feito sob medida ao esforço concentrado da Prefeitura de Itacoatiara, ampliando em 60 a 75 horas semanais o tempo de atendimento no complexo das Unidades Básicas de Saúde, aumentando assim a capacidade da oferta dos serviços que vão avançar além do horário convencional padrão estabelecido.

Já nos primeiros anos da atual gestão o prefeito Antonio Peixoto fomentou ações de atendimento, em várias modalidades de saúde pública, durante determinados dias da semana, com horário flexibilizado das 17 às 21 horas de acordo com identificação da demanda reprimida e isso aconteceu com a saúde do homem, serviços de odontologia, serviços de oftalmologia, prevenção e até mesmo esforço multiplicado no mês de julho, com atendimento intensivo de saúde bucal.

O programa anunciado dia 15 de maio e com a lista dos municípios aptos publicado dia 1º de agosto no Diário Oficial da União determina a ampliação do horário de atendimento nas UBS e no Brasil já são 2 mil aptas para serem incorporadas nos procedimentos, que terá reforço orçamentário, exigirá o cumprimento do tempo de atendimento e relatórios concisos que apontará a carga ofertada e a capacidade de atendimento.

Itacoatiara é um dos 400 municípios já aprovados no programa, com 6 cargas que oscilam de 60 a 75 horas semanais, distribuídas em suas unidades, acompanhando as experiências que já eram feitas, como programas de Governo, pela atual gestão do prefeito Antonio Peixoto.

Histórico
Com o intuito de facilitar o acesso da população aos serviços de saúde na Atenção Básica, o programa prevê que as unidades que aderirem à proposta ampliem seus horários de atendimento para funcionamento entre 60h e 75h semanais. A Portaria nº 930, de 15 de maio de 2019, que institui o Saúde na Hora, foi publicada dia 17 de maio no Diário Oficial da União.